quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

OS MOVIMENTOS DE VANGUARDA NA ARTE


Desde o século XIX, com o aparecimento da fotografia e do cinema, a arte teve que encontrar formas alternativas de representar a realidade. Nesta época ensaiam-se inúmeras experiências cheias de ousadia e originalidade. Pintar realisticamente uma paisagem ou um retrato deixaram de fazer sentido e foram entusiasticamente substituídos pela fotografia. O impressionismo, com Monet procurava captara "impression" de determinada paisagem ou situação sob a influência da luz em diferentes horas do dia. Outros pintores como Van Gogh, usaram a cor para exprimira realidade de forma dramática, estando assim na origem do movimento expressionista.

No entanto, foi após a primeira guerra Mundial, que a arte, nomeadamente a pintura, vai reflectir uma alteração profunda das mentalidades, forçando uma ruptura com o passado e introduzindo elementos inovadores. Entre os movimentos vanguardistas desta época ( anos vinte) encontram-se o expressionismo, fauvismo, dadaísmo, futurismo, abstraccionismo, surrealismo e cubismo.

O EXPRESSIONISMO

E.MUNCH


Este movimento revela-se principalmente na Alemanha, mas foi com Eduard Munch( norueguês) que terá maior expressão. Este pintor utiliza a cor para exprimir emoções fortes e sinistras em rostos pouco precisos e sinuosos. Os temas tratados são estados psicológicos negativos como é evidente no quadro "O grito". Neste movimento, a realidade surge de forma deformada de modo a dar à pintura maior poder expressivo.


O FAUVISMO


H.MATISSE
Em Paris, no São de Outono de 1905 surge um novo estilo, cujo principal representante foi Henri Matisse e também Paul Gauguin. Este estilo caracteriza-se pela utilização de cores vivas e puras utilizadas de forma selvagem " fauve".


O CUBISMO

P.PICASSO
Pablo Picasso e George Braque iniciam em 1907 uma tendência que realça a composição e o volume dos objectos. Dá-se uma geometrização das formas sendo todos os objectos representados com todas as suas partes dentro de um mesmo plano. O Cubismo destrói por completo a imagem natural das pessoas e dos objectos apresentando figuras decompostas em planos geométricos correspondentes a vários ângulos de visão.

O ABSTRACCIONISMO

J.MIRÓ
Este movimento vai ainda mais longe. Kandinsky, um dos seus criadores, deixa de representar figuras concretas e torna-se uma simples combinação de linhas, formas e cores abstraídas da realidade. As pinturas abstractas ou não figurativas sugerem a partir daí uma emoção ou estado de espírito.
Miró, pintor catalão simplica a sua arte de forma a apenas representar linhas e pontos formando constelações aplicadas em quadros de um colorido intenso.
A partir daqui, a criatividade dos artistas deixa de ter limites abrindo portas, na segunda década do século XX ao Surrealismo e outros movimentos.

O FUTURISMO

BOCCIONI
Este movimento vai traduzir transformações sociais importantes. Marinetti, criador do Manifesto Futurista exalta o movimento, as máquinas, o dinamismo da vida moderna e do futuro.
Entre os artistas mais expressivos deste movimento  destacam-se Boccioni e Brancusi ambos reconhecidos tambem como escultores.
A arte futurista procurava dar a ideia de dinâmica.este estilo procurou expressar o movimento da vida moderna, sublinhando a velocidade das figuras em movimento no espaço.


SURREALISMO

S.DALI
Este movimento teve como artista mais criativo Salvador Dali, pintor catalão, mas deixou marcas importantes em autores como R. Magritte.
O Surrealismo teve influência directa da Psicanálise, ramo da psicologia desenvolvido por Sigmund Freud que procurava explicar o mundo dos sonhos e a sua influência na personalidade de cada pessoa.
Na obra de Dali podemos ver objectos moles, relógios, feijões, paisagens desertas, gavetas da memória e a sua musa de sempre, a esposa Galla, em posturas nem sempre consensuais.


DADAÍSMO


R.HAUSMANN
Entre os artistas mais marcantes estão Marcel Duchamps e R. Hausmann. Os dadaistas procuraram ser um movimento contra a corrente, procurando expressar o estéticamente incorrecto, o" non sense", enfatizando a falta de equilibrio nas composições, o absurdo e o ilógico, procurando no fundo marcar um protesto contra uma sociedade que não conseguia evitar a guerra. Em suma, este movimento procurava escandalizar e denunciar, criando obras que seleccionava elementos ao acaso ,livres de amarras racionais.

12 comentários:

  1. Olá já vim cá mais a minha mãe e gostei muito!
    Mas vim á procora de exercícios para estudar para o teste mas nãotinha. Fica para a próxima.
    ASS: Filho da prof.Lurdes.

    ResponderEliminar
  2. Nossa, muito útil seu Blog, parabéns, achei através do Google e me encantei *-*
    Sensacional a frase que está abaixo do título !!
    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Arte ne?
    so podia ser vai ser interesante assim
    la na casa de picaso

    ResponderEliminar
  4. Meus sinceros agradecimento pelo trabalhos em nos dispor deste excelente canal de informação. Ontem eu apresentei no curso de filosofia da educação um resumo que foi amplamente discutido.

    ResponderEliminar
  5. Parabéns e obrigada por reunir de forma objetiva uma ssunto que é praticamente um conteúdo de um semestre de aula de Arte.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  6. muiiiiiiito show me ajudou di mais......

    ResponderEliminar
  7. esses desenhos são muito difíceis de fazer!

    ResponderEliminar
  8. Eu achei interessante mais devia ter bem mais conteudo

    ResponderEliminar
  9. Muitooooooo boooooooom *-*

    ResponderEliminar